O signo de Touro

Hoje queria falar sobre o signo do mês (ou do intervalo que agora compreende este mês): Touro.


Primeiro signo de terra do Zodíaco, traz em si muitas peculiaridades que podem ser facilmente reconhecidas por quem convive mais de perto (ou mesmo sem conviver). Acho que as duas mais diretas são: glutonice e persistência quase teimosa (não chamo de teimosia!).


Uma típica pessoa de touro é quieta... tímida. Mas, se você souber puxar papo, vai perceber que ali está uma alguém muito carinhoso. Isso não quer dizer que você ganhou sua confiança, que pode demorar muito tempo a se firmar após o primeiro contato. Pode demorar como pode nunca vir totalmente. Depende do taurino em questão.


Como todos os signos de terra, são muito confiáveis. Mas são birrentos. E a mania enrustida de querer tudo ao seu jeito, que causa a famosa “teimosia”. Para os típicos taurinos, tudo tem um tempo, não importa quanto leve, desde que seja feito, sem pressa (virginianos e capricornianos encontrarão um forte eco de reconhecimento nesta frase). Apresse um taurino e você verá como é uma pessoa sob uma mega pressão! Os menos experientes simplesmente surtam. Mas, é óbvio que você não verá seu surto. Por dentro (mais especificamente, dentro de seu complexo cérebro), tudo estará a ponto de explodir e ele não consegue compreender por que as coisas têm de ser assim. Acho que por isso que, com geminianos, são campeões da dor de cabeça e dor nas costas.


***


Eu tive o privilégio de conhecer e conviver com muitos taurinos. Muitos mesmo. Mas, sendo sincera (e pedindo compreensão aos meus amigos taurinos que visitam este blog), não é o meu signo favorito de convívio, embora conviva muitíssimo bem. Minha relação com touro sempre muito boa, pois eles sabem respeitar o espaço alheio – característica que eu prezo demais em uma pessoa.


Este mês muitos amigos meus farão (ou já fizeram) aniversário. Embora a maior parte deles nem visite ou até saiba da existência deste blog, farei uma homenagem. Taurinos que sempre me vêm à cabeça quando penso nesse signo: Enrico, Sérgio, Ana Lúcia, Cachinhos, Kendy (meu tio), Sharleu (minha querida Sharlene), Walter, Rodrigo, Fernando, Larissa, Eda, Valéria, mães, maridos, sobrinhos, amigos e filhos de muitas pessoas conhecidas.


Porém.... falei e falei sobre touro. Quem lê este blog já sabe que NUNCA podemos generalizar um signo, regra de ouro número 1 em Astrologia. E para explicar melhor isso, darei como exemplo a taurina que, decerto, foi a mais importante (e ainda é) em minha vida: Sharlene. Dois minutos de conversa com ela e você pode cair de amores ou de antipatia. Não é porque ela é taurina. Mas é porque é uma taurina totalmente fora dos padrões.


É isso. Falarei mais de Sharleu (apelido particular meu, dentre os incontáveis que já dei) no dia do seu aniversário, daqui a 10 dias.


Nenhum comentário: