Reflexões matinais

Hoje, a caminho do trabalho, pensei no quanto me animalizei, desde que mudei de emprego e tive de começar a me submeter ao caos diário do transporte público.

Isso não quer dizer que eu nunca tenha me estressado pegando trem, metrô ou busão. A questão é que no outro emprego eu tinha algo que eu não tenho aqui: flexibilidade de horário. Meu horário é fixo das 08h15 às 18h00. No meu antigo emprego, em geral fazia o horário das 10h00 às 19h00.

Aí, no meio dessa rotina que nem mais desgastante é, pensei: isto é a Matrix!

Matrix, filme único, que vi mais de quarenta vezes. O filme que há dez anos atrás revolucionou o cinema com efeitos especiais. Sei o roteiro praticamente de cor. Pesquisei tudo o que podia sobre o assunto. Roteiro com frases inesquecíveis...

I’d like to share a revelation I had, during my time here. It came to me when I tried to classify your species. I realized that you’re not actually mammals. Every mammal on this planet instinctively develops a natural equilibrium with the surrounding environment but you humans do not. You move to an area and you multiply until every natural resource is consumed. The only way you can survive is to spread to another area. There is another organism on this planet that follows the same pattern. Do you know what it is? A virus. Humans beings are a disease, a cancer of this planet and we are the cure.

Com certeza, as máquinas não são a cura, mas tirando isso, o resto é inevitável não pensar no quanto, infelizmente, é verdadeiro.

Não tô afim de me aprofundar muito no assunto, porque a DDA aqui ainda reina. Mas quando olho ao meu redor, não consigo não ver isso. This is so sad for each of us.

3 comentários:

aline naomi disse...

Acho que sou a única que ainda não conseguiu ver "Matrix". Vou ver, assim que der! E depois quem sabe ler "Matrix e a Filosofia" (parece que esse livro vendeu horrores!), emprestado da editora, para ver se entendo.

Ah, eu odeio transporte público deficiente. Seria ótimo se não fosse lotado. Continuo preferindo caminhar a pegar bus/metrô nos horários de pico. E vou aproveitando pra malhar as pernas também! ;)

Legal essa analogia humanos x vírus. Concordo. A gente se reproduz muito e muito rápido e desorganizadamente!

Beeijo!

Carol F. disse...

Falei que o maior problema da sua vida é o transporte público.

Crisão disse...

Verdade!!!!!!! GURU!