Sobre religião

O bispo disse ainda "odiar" religião. "É a coisa mais podre que existe na face da Terra. O maior inimigo de Deus é a religião. As religiões que dividem as pessoas, brigarem entre si, lutarem. As maiores guerras foram feitas em nome da religião".


A frase é do Edir Macedo. Cabei de ler na Folha Online.

Toda vez que leio ou escuto uma discussão sobre isso, me lembro daquela boa frase do Marx "A religião é o ópio do povo." E olha que interessante: o Edir -- assim como eu -- também não gosta de religião!

Eu fiquei tão... sem acreditar nessa frase que fiquei imaginando o porquê de ele fazer uma afirmação como essa. Imagine, o cara que fatura milhões in the name of faith, Jesus Christ or whatever, diz que não gosta de religião. Só faltava ele dizer que a Universal é uma filosofia de vida!

Outras milhões de questões vêm à minha cabeça e eu não quero discutir religião, crenças das pessoas ou qualquer outra coisa, porque não é esse o centro da questão. Eu acho apenas impressionante -- e por consequência, interessante -- como as pessoas precisam de apoio. Claro, todos nós, em algum momento de nossa vida, precisamos de apoio. Mas, por que para algumas pessoas o apoio não vem da compreensão das coisas e não simplesmente a justificativa simplória de fatos?

Não gosto da imagem do Deus punitivo. Mas, para nós, seres humanos do século XXI, essa é a única imagem que serve de consolo. Um Deus punitivo, que tem em Jesus Cristo o colo eterno da redenção. Não sei, sabe...

Não sou de nenhuma religião, não sou ateia. Não prego que certas "religiões" são "filosofias de vida". É duro dizer, mas quando encaramos a realidade como ela de fato é, nos sentimos ínfimos. Diante do menosprezo que sentimos, parece que apenas Deus nos apóia.

Eu prefiro dizer que gosto de saber que existem formas diferentes da manipulação e opressão se manifestarem. E eu que eu prefiro apenas esta: eu e meu espelho. Eu e minha alma. Total egocêntrico, mas muito mais ético. E, claro, o exemplo silencioso e gratuito da Natureza.

2 comentários:

carolinepires disse...

Para mim, Deus é ou está em 3 coisas: natureza, tempo e o teto do meu quarto, com quem converso todas as noites (minha consciência).
Isso me basta.
Beijo

Jana disse...

A humanidade há muito se perdeu do verdadeiro sentido da religião, que todos sabem significa “religar”, ao invés disso a religião foi usada como ferramenta de manipulação, transformando-se em segregação, guerra, fonte de riqueza e exploração, e principalmente de manipulação e controle de milhões de seres humanos, ao invés de “religar” ela tomou a via oposta, a de artificializar, e a de nos desconectar da vida e da criação, a minha triste conclusão é que nada mudou e que religião e política apenas usam hoje novas vestimentas, pois ainda somos os tolos explorados da época medieval, mas com um pouco mais de “conforto” e” tecnologia”