Eu e Maracugina

Não, não se trata de uma pretendente nova. Trata-se de minha nova companheira até que as coisas assentem.

Tanta coisa acontecendo! Tantas perguntas que não querem se calar, tanta agitação e eu apenas quero paz. Tantas e tantas pessoas que no meu cotidiano causam uma presença nauseante, não porque não indeglutíveis, mas porque apenas são quem são. O SER HUMANO.

Em virtude desse pequeno cenário, recebi uma dica da minha intuição que levou ecos dos meus colegas de trabalho: Maracugina.

Fui lá, comprei uma cartela, porque não sei porque achei ridículo tomar xarope (coisas minhas) e tomei 6 (SEIS) comprimidos às 19h00, quando cheguei em casa. Deu 20h40 eu tinha feito uma meditação, mas ainda tava aguardando o TAL EFEITO que ela causaria em mim. Pfff.

Bem, levantei, tomei um copo de água e deitei. Acho que aí foi, porque só acordei seis horas depois (quem merece?!) pensando: amanhã vou tomar dez comprimidos.

Hoje, estou meio estranha, meu corpo dolorido em alguns pontos e dormente em outros. Ainda sonada. Ah... quero férias!

ps: eu sou ávida e compulsiva leitora de bulas. Portanto, não se preocupem, eu li que a quantidade orientada por dia são seis comprimidos. Mas não diz que tomar mais faz mal... e os efeitos colaterais são meio isso que tô sentindo agora...

ps2: na verdade, eu tomei oito...

5 comentários:

Frau Stu disse...

Também adoro ler bulas. Obrigada pela visita, apareça. Roubei a aquela foto de uma amiga. Eu também me sinto meio deslocada aqui na Paulicéia. bj!

aline naomi disse...

Tsc, tsc... não vou falar nada, viu?! Cuidado com essas automedicações!!

Sim, sou meio neurótica com medicamentos. Não tomo nada, a não ser que o caso seja realmente muito gravíssimo e eu estiver quase morrendo ou correndo o risco de morrer.

Cris, que tal trabalhar na Rocco, no Rio? Tava pensando nisso esses dias. Não sei exatamente o que está acontecendo, mas foi uma possibilidade que me passou...

Força aí, vai. Pensa que você podia ter acreditado que poderia ser bom de alguma forma, mesmo com o salário proposto, e topado trabalhar onde estou agora... haha! Agora animou, NÉ? =)

Beeijos!!

Crisão disse...

Rá! entre Rocco e Sextante, prefiro a Sextante. Fica em Botafogo. =P embora a Rocco fique no centro. haha

bjs

ps: vc deveria experimentar (tipo propaganda de cerveja, saca?). Maracugina é fitoterápico. Não causa dependência e não possui problema com interações medicamentosas. E dá pra tomar todos os dias (vou fazer isso sem parar)

aline naomi disse...

Haha! Cris, você é doida! Me receitando Maracugina! =P Acho que sim, que eu precisaria de algo assim, mas eu prefiro maconha mesmo (brincadeira!)...

Sou altamente desconfiada de remédios, porque sei que alteram o funcionamento do organismo e, por não ter ideia de que efeitos isso pode ter, prefiro coisas mais naturais (chazinhos, determinados alimentos...).

Beeijo!

Letícia Giraldelli disse...

E eu com medo de tomar dois
D O I S

HAHAHAHAHA