E seguindo com as experiências culinárias...

Ontem foi o dia saudável, depois do finde cheio de pães e doces. Fiz um mega suco refrescante e digestivo de carambola com limão e hortelã e, para prato principal no jantar, quibe vegetariano. Tudo muito fácil, fácil!

Para o suco, três carambolas grandes e bem maduras, 400ml de água gelada, pedras de gelo, folhas frescas de hortelã e meio limão espremido na hora. Primeiro, bata a carambola (com casca, semente e tudo), as folhas de hortelã (varia a quantidade dependendo do seu gosto). Coe. Ao montar, coloque pedras de gelo, mais folhas de hortelã e esprema o limão, por cima. Fica boooom!













O quibe vegetariano então é mais fácil ainda. Deixe de molho na água por cerca de 40 minutos (trocando umas 2 vezes) 300g de farinha de trigo para quibe e 200g de proteína de soja (em formato de carne moída). Escorra e retire bem a água. Em um recipiente grande, misture tudo. Coloque mais um belo punhado (bem grande mesmo) de hortelã fresca picadinha, salsinha picada, 1 cebola bem grande picada pequeno. Azeite extra virgem à vontade e um pouco de sal. Se tiver, coloque tahine e se tiver também coloque castanhas moídas. Em casa não tinha nenhum desses dois ingredientes (infelizmente). Misture bem, prove e acerte o sal, se necessário.

Em um referatário, unte com azeite e coloque o quibe, apertando bem para ficar compacto. Regue mais azeite por cima e coloque para assar, sem papel alumínio, por cerca de 30 minutos em forno 290ºC.

Observe se o quibe vai ficando queimadinho. O ideal é ficar queimadinho por fora e macio e suculento por dentro. Quando estiver pronto, mais azeite por cima na hora de servir! Fica uma delícia, mesmo para não admiradores de proteína de soja!













Fotos à noite são horríveis de serem tiradas, então perdoem as fotos laranjas. Pra acompanhar, fiz escarola (ou chicória, como é conhecida no Rio) refogada em alho, cebola e azeite, arroz e salada verde, com pepinos cortados quase como papel e rodelas de carambola. Back to healthy life again! ;-)

3 comentários:

Sharlene disse...

Eu adoro cozinhar! Para mim, é uma terapia, um exercício... relaxante! Gosto de inventar. Raramente sigo receitas, e sempre que sigo, erro. Teimosia taurina em não aceitar a palavra dos outros! hahaha.
Gosto de seguir dicas em receitas, mas faço e aprendo tudo como acho que deve ser.
Acho que hortelã, salsinha, assim como cebolinha e alho (dente mesmo), os melhores temperos, para comida de origem árabe (do povo da minha terrinha...). Um dia vou tentar fazer o meu kibe com carne de soja, como você indicou. Só que eu não posso falar para o povo de casa, ou já sabe!

Títi disse...

aiiiiiiiii... fiquei com água na boca! quero esse quibeeee!

Kle_z disse...

Fiquei com fome, muiiita fome. e o pior, é que eu não sei cozinhar N A D A! Ai, ai.