Ontem... 4por4 de Deborah Colker

Olha, tenho de dizer algo: chorei no fim da apresentação! Podem me chamar de sentimental, mas não tinha como! 4por4, em cartaz no teatro João Caetano, emociona, emociona muito! Me chamem de herege, mas dança é a arte que menos acompanho e aprecio. Ops, disse isso? Retiro o que disse, porque quando se trata de Deborah Colker, essas coisas não podem ser ditas.

Não vou falar de 4por4, porque todo mundo pode pesquisar imagens no Google e ler textos na internet. Apenas vou dizer que fiquei em estado extasiado de choque durante muito tempo. Foi crescente até culminar em lágrimas e aplausos calorosos para a equipe.

Claro, temporada popular. Me chamem de chata e tudo o mais, porque SOU MESMO! Pessoas mal-educadas, comendo e fazendo barulho em pleno teatro escuro. E o intervalo? Aquilo parecia um filme sobre o caos! rs Três meninas atrás de mim não gastaram 1 milésimo de segundo para falar um "a" sobre a peça. Simplesmente, e com a voz mais esganiçante do mundo, falaram sobre homens, homens, homens... pff.

Mas Deborah Colker vale o preço (que nem foi caro, mas eu pagaria), o sacrifício, tudo. Em nome da Arte, que será eternamente bela enquanto houverem representantes assim na Terra. A peça está cartaz no Rio de Janeiro, agora. Quando estiverem na sua cidade, não percam por nada neste mundo!!!

Nenhum comentário: