E a vida segue...

Ontem reparei em uma árvore, que fica no quintal do vizinho, e que existe desde que meus pais se mudaram para cá, em 1988.

Observando-a, lembrei que essa mesma árvore continua aí, dando uns frutos (que nunca sei o nome) e que às vezes servem de suco aqui em casa. Ela continua florindo, perdendo as folhas, florescendo, sujando o quintal, servindo de pousada para passarinhos de todas as espécies, cenário para observar pôr-do-sol.

Acho que muito do sentido da vida que tanto perdemos é este... como esta árvore. Um exemplo para mim.

Nenhum comentário: