melissa da manhã

A solidão é um fardo
construído ao longo de muitos desencantos.
O idealismo, um hiato,
um suspiro poético ao gosto de prantos.
A realidade, simples fato,
fotografia imutável.

Teus olhos neblinados,
capturam e dissimulam teu medo
por entre tuas unhas
e teu sorriso de medusa.

(09/09/2002)