Isabella Taviani no Teatro Rival - olhos bem abertos!

Fazia um tempo que eu não vinha postar aqui. Por n motivos que não cabem ser ditos aqui, eu simplesmente tava na minha, quieta, no meu canto. Um turbilhão de emoções dentro de mim... e eu nem contava que fosse ver IT no Teatro Rival Petrobras hoje. Achei que seria apenas no sábado. Achei que perderia o Frejat ao vivo. Mas... quando o Universo conspira, a gente apenas acata e diz amém.

Graças à querida Borboleta Azul consegui comprar meu par de ingressos. E, assim, pude ter a oportunidade de -- mais uma vez, graças a Deus -- assistir a um show de IT. E hoje eu precisava. Hoje eu queria sentir a energia única dessa mulher quando está no palco. Hoje era especial... mais do que sempre já é.

Quem nunca foi a um show de Isabella Taviani não sabe o que está perdendo. Esta noite, por exemplo, perdeu uma parceria fantástica com Frejat cantando Bete Balanço. Sem palavras para descrever o baixo e a guitarra ao vivo, nessa música. Frejat com seu vozeirão lindo de Deus casou perfeitamente com IT. Aliás, abençoada esta mulher que pode fazer parcerias com vozeirões lindos como já tinha sido com Toni Platão no VivoRio e hoje no Rival!

Gostei demais de ver Argumentos de Vidro de volta no repertório, fazia muito tempo que não ouvia essa música ao vivo! Mas, para mim, dois momentos foram mágicos e especiais: Todos os erros do mundo (com os olhos arregalados de IT de volta, lembrando aquela mulher raivosa de 2003) e Diga Sim. Eu senti alguns cliques gigantescos dentro de mim... e eu agradeço demais pelo ser humano maravilhoso que é Isabella Taviani por compartilhar essa energia com seus fãs!

Hoje assisti ao show de maneira diferente. Sim, eu vi uma Isabella numa mistura perfeita de doce e raivosa. Sim, o figurino brilhante estava lindo. Sim, a química dela com Frejat era nitidamente sincronizada. Sim, o público cantou todas as músicas, respeitou seu silêncio e fez coro quando o microfone se voltou pra plateia. Mas, o que vi foi os músicos individualmente. É linda a "família IT" no palco. Vi Sérgio Melo tocar sua bateria inteira em Iguais. Vi Marco Vasconcellos e Catatau tocarem guitarra e baixo durante toda a execução de Todos os erros do mundo.

E recarreguei minhas baterias, minha energia, minha vontade. Apenas isso -- somente isso -- é que um show de IT faz com você. Vale ver. E rever, porque sabadão eu estarei de novo lá pra conferir a dupla fofa IT e Luiza Possi (que já tinha visto no Tom Jazz). Imagina a minha ansiedade?
ps: Hoje vou ficar devendo mais fotos e vídeos, porque fiz meia dúzia de fotos e nenhum vídeo, já que minha câmera foi sem bateria pro show. Prometo que sábado trago as recordações!

4 comentários:

Luh disse...

Compreendo e assino embaixo tudo o que você escreveu.
Quem nunca assistiu ao show da IT, não sabe do que você descreveu.
Ela é uma pessoa maravilhosa e nos transmite tudo o que precisamos na dosagem certa.

Luciana Villar

fafá barbalho disse...

que pessoa mais iluminada e cheia de inspiração é você!!!!
pra quem não foi ao show, basta ler este blog e se transportar em pensamento, que é o que estou fazendo agora, revivendo tudo.

Crisão disse...

Obrigada pela visita, meninas! Hoje, sábado, estarei novamente lá para mais uma noite de emoções... ;-)

Crisão disse...

Ah sim, o crédito da minha foto com IT é da querida Fafá Barbalho!!! Clique perfeito, viu?!