Belo dia

Eis que amanhece outro dia. Mais um outro dia, outro dia qualquer... neste ano de 2012, cheio de transformações, desejos e ensejos.

Tenho andado bastante silenciosa. Um silêncio deliciosamente compartilhado comigo mesma. Uma ausência de pensamentos, de desejos, de ansiedades para compartilhar um quase-vácuo com a minha alma.

As palavras são tão mal usadas. Nossa comunicação é deturpada para tantos fins escusos. Não sei exatamente por qual motivo decidi me silenciar. Mas esse silêncio tem sido um bálsamo para mim. As pessoas falam, falam, falam e nem sabem mais por quê falam. Convivemos com tanta poluição sonora que esquecemos de ouvir quem nunca deveríamos sequer sonhar em deixar de ouvir: a nós mesmos.

Fica aqui um desejo de silêncio aos que o procuram, não estão procurando -- mas sabem que procuram, e aos que procuram e ainda não encontraram!



Nenhum comentário: