Essa merece post! ;)

Sexta-feira, 16 de agosto, dia aleatório.

Nem queria, mas resolvi comprar jornal. Não um, dois. Folha e Lance!. Sim, sou leitora do Lance!, não conheço nenhuma outra mulher que gaste R$1,50, com certa frequência, para ler notícias sobre futebol, especificamente.

Bem, eu gasto!

Estava lendo, folheando o jornal dentro do ônibus a caminho do trampo, quando de repente levo um susto! Na coluna do Álvaro Oliveira Filho, vejo uma foto conhecidíssima! E o título do texto? "O EXEMPLO DE ISABELLA".

WOW! Li em trinta segundos o texto. Muito bem escrito, fala sobre a verdadeira relação de amor de um torcedor com o seu time de futebol do coração. Álvaro relata que dias atrás, escutou a Isabella dar uma breve entrevista à radio CBN pouco antes de um jogo e entre Botafogo e Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro. A IT é muito conhecida no meio futebolístico por participar de programas, dar entrevistas, comentar mesmo! E o que eu mais gostei dessa matéria é poder apresentar aos leitores/torcedores paulistanos a visão de uma artista cujo mote maior é sempre o amor, em quaisquer circunstâncias -- e ainda mais como torcedora de futebol! Torcer pelo seu time é o que importa. 

Coincidentemente, penso da mesma forma. E desde a finada época de colunista esportiva do Parada Lésbica (escrevi uns 4 textos apenas), já criticava a relação fanática que perpassa os limites de 'ser' humano. Bom, a história toda mostra quais são as consequências de atitudes fanáticas. Quem sabe, não trago este texto de volta, já que ele não está mais disponível online.

Concordo com Álvaro e concordo com IT: "O futebol precisa de torcedores apaixonados, mas saudáveis. Que estejam sempre prontos para servir a seus clubes, e não para se servir deles."

A seguir, uma fotinha tirada do jornal e um vídeo meu, quando fui vê-la cantar no Engenhão! (nesse dia o Fogão goleou o SPFC por 4x1!!!)  ;)














2 comentários:

Karla Rosalino disse...

Concordo plenamente com a Isabella. Também sou torcedora apaixonada pelo meu Time e frequento Estádios desde criança, levada pelo meu Pai. Hoje levo meu filho. Nunca entendi certas atitudes como por exemplo: rivalidade entre as chamadas Torcidas Organizadas do próprio Clube. Afinal, não torcemos para o mesmo time?? Futebol é Amor, Diversão, Paixão, mas acima de tudo: Respeito pelo adversário. Quem nunca foi ao Estádio ver seu time, não sabe o que está perdendo...

Karla Rosalino disse...

Isabella como sempre, perfeita em suas colocações. Parabéns Cris, por captar essa sensibilidade.